Dólar fechou a R$ 1,70; Bovespa retrocede 0,54%

Fonte: Folha.com

Os agentes financeiros responderam nervosamente ao rebaixamento do “rating” irlandês, saindo das Bolsas de Valores correndo para o dólar, que no mercado brasileiro bateu seu maior preço neste mês.

“O humor do mercado azedou, claramente, depois do anúncio sobre o ‘rating’ da Irlanda. O dólar estava muito ‘tranquilo’ na faixa de R$ 1,68 e R$ 1,69, quando começou a subir e quase chegou a R$ 1,72”, comenta Glauber Romano, especialista da Intercam Corretora.

O Banco Central, que nos últimos dois dias entrou por duas vezes no mercado de moeda, restringiu sua intervenção do dia a somente um leilão, por volta das 12h (hora de Brasília), quando comprou dólares por R$ 1,6945 (taxa de corte).

Nesse contexto, o dólar comercial foi negociado por R$ 1,709 nas últimas operações desta quinta, o que representa um acréscimo de 0,94% sobre a taxa final de ontem. E nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi negociado por R$ 1,810 para venda e por R$ 1,660 para compra.

Ainda operando, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) cai 0,54%, aos 67.797 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,5 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York cede 0,21%.

Há meses a Irlanda está sob os holofotes, principalmente depois que aceitou o pacote de ajuda financeira, nos moldes da ajuda concedida à Grécia no início deste ano. O socorro financeiro, a cargo da União Europeia e do FMI, prevê que o país se compromete com um severo ajuste nas contas públicas para domar os deficits.

O parlamento irlandês já aprovou, em uma primeira votação, o plano de austeridade fiscal proposto pelo governo, que ainda não foi totalmente aprovado.

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou o “rating” soberano da Irlanda para “BBB+”, três níveis abaixo da “nota” anterior, sob o argumento que esse país terá que aumentar seus gastos orçamentários para reestruturar seu setor bancário. Além disso, a Irlanda também enfrenta a desconfiança dos mercados, o que implica em custos maiores na hora de financiar sua dívida nas praças financeiras.

JUROS FUTUROS

No mercado futuro de juros, que serve de referência para o custo dos empréstimos nos bancos, as taxas previstas recuaram nos contratos mais negociados.

Ontem à noite, o Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu manter a taxa básica de juros do país em 10,75% ao ano, em linha com as expectativas do setor financeiro. Na semana que vem, o Comitê deve divulgar a ata relativa a essa reunião.

No contrato para julho de 2011, a taxa projetada caiu de 11,64% para 11,50%; para janeiro de 2012, a taxa prevista cedeu de 12,08% para 11,98%. E no contrato para janeiro de 2013, que seguiu tendência inversa, a taxa projetada passou de 12,39% para 12,42%. Esses números são preliminares e estão sujeitos a ajustes.

Queda de importação da Rússia pode afetar venda de carnes brasileiras

Fonte: Assis Moreira | Valor

GENEBRA – A substituição da importação de carnes pela Rússia está se acelerando mais do que previsto, devendo afetar vendas do Brasil para aquele mercado no próximo ano.

O governo russo anunciou que vai cortar em 50% a cota de importação de frango, ao invés de um terço previsto inicialmente, mas não vai alterar as cotas para carnes suína e bovina.

De maneira geral, a Rússia aumentou sua produção de carne em 12% este ano e reduziu as importações em 20%. A tendência é de continuar diminuindo as compras de frango e de porco, mas não de carne bovina.

O vice-primeiro-ministro, Viktor Zubkov, anunciou em Moscou que a importação de carne de frango, que chegou a 700 mil toneladas no ano passado, será limitada a 350 mil em 2011.

A cota para importação de carne suína será de 472.100 toneladas, incluindo a cota de 57.500 toneladas para os EUA. A cota para carne bovina será de 530.000 toneladas.

Os russos podem fazer o que quiser, unilateralmente, porque continuam fora da Organização Mundial do Comércio (OMC). O Brasil negocia com Moscou a situação para quando o país aderir à entidade global de comércio.

“Na prática, não muda quase nada para o Brasil entre 2010 e 2011, mas vamos ver para depois”, diz um negociador brasileiro.

Atualmente, o Brasil não tem cota específica, ao contrário dos EUA e da União Europeia. Mas no caso da carne bovina, grande parte da cota, atribuída aos europeus, é na prática preenchida pelo Brasil, que exportou US$ 1 bilhão no ano passado.

Já a parte brasileira de carne suína não está sendo preenchida por causa do preço salgado do produto brasileiro.

O processo de entrada da Rússia na OMC está acelerado. Moscou assinou recentemente acordo bilateral com a UE. Mas ainda falta rever as condições para o Brasil dar seu apoio à entrada no clube multilateral.

Detalhes do pacote para a Irlanda serão elaborados hoje

Fonte:NALU FERNANDES – Agencia Estado

BRUXELAS – Os detalhes do pacote para Irlanda, estimado em 85 bilhões de euros, ainda vão ter de ser elaborados, disse o ministro das Finanças do Reino Unido, George Osborne, neste domingo.

Detalhes do financiamento, como as taxas de juros, serão abordados ao longo do dia, disse ele para repórteres, quando chegava para o encontro de ministros das Finanças da União Europeia.

“É interesse nacional britânico trazer estabilidade para a Irlanda”, disse Osborne, acrescentando que a estabilidade na Irlanda é interesse de toda a Europa. As informações são da Dow Jones.