TAM diz que preço das passagens pode subir

Como exemplos de alta de custos no setor, presidente da companhia citou  os preços do petróleo, do querosene de aviação e o aumento das tarifas aeroportuárias

Fonte: Anne Warth, da Agência Estado

BRASÍLIA – O presidente da TAM, Marco Antonio Bologna, afirmou que o preço das passagens aéreas pode subir caso se o cenário de alta de custos do setor não se alterar. Ele citou como exemplos os preços do petróleo, do querosene de aviação e o aumento das tarifas aeroportuárias. “Persistindo a alta de custos dessa maneira, uma recuperação tarifária poderá acontecer”, afirmou. Bologna participou da cerimônia de lançamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), em Brasília.

 

Bologna evitou dar um prazo sobre quando as passagens poderiam aumentar, mas destacou que dificilmente o cenário deve mudar. Segundo o executivo, o setor sofreu um choque de custos “bastante relevante” nos últimos meses. “É muito difícil ver um retrocesso nisso”, disse. Segundo ele, porém, o aumento só será possível se o mercado for capaz de absorvê-lo.

O executivo descartou a possibilidade de que a TAM atue como operadora de aeroportos. “Não é nosso negócio investir em operação de aeroportos. Queremos aeroportos mais eficientes e competitivos”, afirmou. “O modelo não importa. O importante é ter preço acessível e tarifa justa.”