Eike vai procurar Dilma para apresentar planos da sua montadora

Empresário, dono do grupo EBX, planeja investir US$ 1 bilhão para atuar no segmento automotivo.
Fonte: Daniela Barbosa, de
 
Fernando Cavalcanti/EXAME.com – Eike Batista: montadora vai produzir 400.000 mil carros por ano
 
 
São Paulo – Eike Batista, dono do Grupo EBX, está mesmo interessado em instalar uma montadora de automóveis próximo ao Porto de Açu, em São João da Barra, no Rio de Janeiro. Segundo o empresário, até o fim deste semestre, o nome da montadora que será sua parceira na empreitada deve ser anunciado. Neste mesmo prazo, uma proposta será apresentada à presidente Dilma Rousseff sobre o projeto de construção da fábrica. “Gostei muito do modelo de negócio e enxergo um aumento no consumo de veículos nos próximos anos”, afirmou Eike, em conferência ao mercado, nesta quarta-feira (9/2).

Os investimentos para a construção da fábrica vão girar em torno de 1 bilhão de dólares. Nomes de duas possíveis montadoras foram citados durante a teleconferência: o da japonesa Nissan e da indiana Tata. Eike, no entanto, não confirmou nenhum dos nomes. Segundo informações publicadas pelo jornal O Estado de S.Paulo recentemente, o presidente da Nissan do Brasil, Christian Meunier, afirmou que a montadora mantém negociações com a EBX, mas ainda não há nenhuma decisão tomada.

A montadora do grupo EBX terá capacidade de produzir cerca de 400.000 carros por ano, com até dez modelos diferentes. Em 2010, a indústria brasileira de veículos produziu mais de 3,6 milhões de carros, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O objetivo do grupo EBX é fabricar carros pequenos, como o modelo Smart, da Mercedes, e também carros elétricos. As condições favoráveis de logísticas devem baratear em até 200 dólares os custos da produção por automóvel, tornando o mercado automotivo brasileiro mais competitivo.

Eike Batista quer fábrica da Apple no Brasil

Empresário negocia com duas companhias asiáticas a instalação de uma montadora de produtos da Apple no país.

Fonte: Agência Estado

Rio – O empresário Eike Batista, do Grupo EBX, confirmou ontem que negocia a instalação no Brasil de uma montadora de produtos da Apple. Eike disse que já iniciou conversas com dois grupos que fazem na Ásia a montagem de aparelhos da empresa de tecnologia americana. A ideia é que a montadora seja instalada no complexo do Porto do Açu, da LLX, empresa de logística da holding, em São João da Barra, no litoral norte do Rio.

Caso tenha sucesso a negociação inicial, haverá a necessidade de aprovação do projeto por parte da Apple, explicou o empresário. “Sim, sim, a gente quer trazer. Por que a gente (no Brasil) tem de pagar duas vezes e meia o preço de um iPad?”, afirmou Eike, que na terça-feira já havia tocado no assunto ao responder dois seguidores no Twitter. “Nós merecemos. Estou me esforçando para isso, sim.”

Os nomes das montadoras não foram informados, nem a estimativa de investimento necessário para a implantação do projeto. Ícone da inovação no mundo digital, a Apple possui escritório de representação no Brasil, mas não fabrica no País nenhum de seus produtos. “Estou abordando as empresas que fazem essa montagem na Ásia. Não é a Apple, a Apple tem de aprovar depois. Você fala com as empresas que montam esses aparelhos para a Apple. Então, a conversa é com dois grupos. Estamos procedendo nessas conversas.”

A intenção de Eike é que a montadora de equipamentos tecnológicos seja a cereja do complexo industrial do chamado Superporto do Açu. Anunciado pela EBX como o maior investimento de infraestrutura portuária da América Latina – em torno de R$ 4,3 bilhões -, a previsão é de que o empreendimento entre em operação em 2012, contando com complexo industrial contíguo com área de 90 km². A expectativa da LLX é que sejam atraídos cerca de US$ 36 bilhões em investimentos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.