Bolsa vira na reta final e sustenta os 70 mil pontos

Ibovespa terminou a sessão com ganho de 0,10%, aos 70.127,04 pontos.

Fonte: Claudia Violante, da Agência Estado

SÃO PAULO – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) acompanhou a queda do mercado externo e passou a sessão toda no negativo. Mas, nos ajustes finais, o índice acabou virando para cima e conseguiu segurar o patamar de 70 mil pontos, que havia sido perdido logo após a abertura dos negócios. Apesar da estirada final, o pregão foi apático e de volume estreito. Petrobras foi destaque de alta, enquanto as siderúrgicas se posicionaram na outra ponta.

O índice Bovespa (Ibovespa) terminou a sessão com ganho de 0,10%, aos 70.127,04 pontos. Na mínima, registrou 69.666 pontos (-0,56%) e, na máxima, atingiu 70.133 pontos (+0,11%). No mês e no ano, o índice acumula alta de 1,19%. O giro financeiro somou R$ 4,815 bilhões – o menor de janeiro.

O sinal negativo visto durante o dia veio da Europa, onde as preocupações agora se voltam para Portugal, depois de rumores indicando que o país estaria sendo pressionado pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). As bolsas da região terminaram em baixa, mesmo sinal que exibiram praticamente o dia todo as norte-americanas. Ao longo da tarde, as perdas foram diminuindo e, às 18h28, o Dow Jones caía 0,22%, o S&P-500 subia 0,32%, e o Nasdaq recuava 0,02%.

O petróleo, por sua vez, subiu, 1,39%, para US$ 89,25 o barril, com a notícia de que companhias petrolíferas foram forçadas a interromper sua produção no distrito de North Slope, no Alasca, após um vazamento que fechou o oleoduto Trans Alaska no final de semana.

A notícia ajudou a sustentar os ganhos da Petrobrás, que subiu 0,70% na ON e 0,94% na PN. Vale ON terminou em baixa de 0,19% e a PNA avançou 0,29%. Os metais caíram e ajudaram a puxar o setor siderúrgico para baixo.

Bancos puxam Wall Street; Nasdaq tem 7a alta seguida

Fonte: CHUCK MIKOLAJCZAK – REUTERS – Estadão.com

NOVA YORK – O mercado de ações norte-americano fechou a sessão desta quinta-feira com uma leve alta, com o índice S&P 500 oscilando em torno de sua máxima de dois anos, tendência que investidores esperam irá continuar até o fim do ano.

“Muitos operadores acharam que o mercado subiria mais” após o S&P superar sua marca técnica aos 1.228 pontos, afirmou Alan Valdes, diretor de operações da DME Securities. 

“O que vimos hoje é um baixo volume de operações. Eles levaram o índice até 1.228 (mas) não estão investindo muito e vimos até um movimento de realização de lucros”. 

No fechamento desta quinta-feira, o índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,02 por cento, para 11.370 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,29 por cento, para 2.616 pontos. O índice S&P 500 teve valorização de 0,38 por cento, para 1.233 pontos.

 Investidores compraram muitas ações bancárias, que saltaram 12,4 por cento no mês. Perto do fim do ano, ações em alta tendem a atrair investidores buscando melhorar o desempenho de seus fundos. O índice de bancos KBW subiu 2,2 por cento na sessão com a alta de 5,4 por cento do Bank of America, para 12,65 dólares.