Obama traça estratégia para ganhar voto latino

Consultor da campanha democrata em 2008 diz que presidente dos EUA deve ressaltar aspecto ‘anti-imigração’ do Tea Party para ser reeleito.

Fonte:  ALEXANDRE RODRIGUES , ENVIADO ESPECIAL / MIAMI – O Estado de S.Paulo

O presidente dos EUA, Barack Obama, precisa repetir no ano que vem o bom desempenho que teve em 2008 entre o eleitorado latino se quiser se reeleger. Para obter o voto hispânico, a estratégia de Obama deve começar ressaltando o conservadorismo do Tea Party, para colar nos republicanos o rótulo de “anti-imigração”. 

O diagnóstico é de Fernand Amandi, consultor da campanha vitoriosa do presidente entre o eleitorado latino, que deve voltar a ter papel importante na corrida presidencial. Filho de cubanos, Amandi é sócio da empresa de consultoria e estratégia B&A International, que ajudou a consolidar empresas de mídia de língua espanhola nos EUA, como a CNN em espanhol e a emissora Telemundo, munida de muitas pesquisas sobre o segmento demográfico que mais cresce no país.

Entre 1990 e 2010, a participação dos hispânicos na população americana saltou de 5% para 16%, enquanto o número de negros se manteve em 12% e o da maioria branca anglo-saxônica caiu de 76% para 64%. Com isso, ressalta Amandi, os latinos formam hoje a maior minoria americana e seu poder de fogo nas eleições vem aumentando com o voto de imigrantes nacionalizados e descendentes.

“Em 2020, os EUA não serão mais um país de maioria branca. Em 2030, os hispânicos serão 23% da população. Apesar das restrições de imigração, os latinos continuam chegando. São cidadãos americanos que votam, mas vivem em lares onde o espanhol é a primeira língua”, disse Amandi ao Estado. A reputação de compreender melhor o segmento hispânico atraiu muitos políticos para a clientela do consultor, como os senadores John Kerry e Robert Menendez.

Ele chegou à campanha de Obama depois de ter levado a atual secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, à TV falando em espanhol durante sua frustrada campanha pela indicação democrata, em 2007.

Em seguida, treinou Obama para se tornar o primeiro candidato a presidente a se dirigir aos eleitores latinos em espanhol em comerciais produzidos em parceria com Thom Mozloom, da produtora MNetwork.

A dupla não aceita falar sobre o assunto, mas não desmente os sinais de que já está trabalhando na nova estratégia de Obama para alcançar a reeleição com a ajuda do voto latino.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: