Eike Batista quer fábrica da Apple no Brasil

Empresário negocia com duas companhias asiáticas a instalação de uma montadora de produtos da Apple no país.

Fonte: Agência Estado

Rio – O empresário Eike Batista, do Grupo EBX, confirmou ontem que negocia a instalação no Brasil de uma montadora de produtos da Apple. Eike disse que já iniciou conversas com dois grupos que fazem na Ásia a montagem de aparelhos da empresa de tecnologia americana. A ideia é que a montadora seja instalada no complexo do Porto do Açu, da LLX, empresa de logística da holding, em São João da Barra, no litoral norte do Rio.

Caso tenha sucesso a negociação inicial, haverá a necessidade de aprovação do projeto por parte da Apple, explicou o empresário. “Sim, sim, a gente quer trazer. Por que a gente (no Brasil) tem de pagar duas vezes e meia o preço de um iPad?”, afirmou Eike, que na terça-feira já havia tocado no assunto ao responder dois seguidores no Twitter. “Nós merecemos. Estou me esforçando para isso, sim.”

Os nomes das montadoras não foram informados, nem a estimativa de investimento necessário para a implantação do projeto. Ícone da inovação no mundo digital, a Apple possui escritório de representação no Brasil, mas não fabrica no País nenhum de seus produtos. “Estou abordando as empresas que fazem essa montagem na Ásia. Não é a Apple, a Apple tem de aprovar depois. Você fala com as empresas que montam esses aparelhos para a Apple. Então, a conversa é com dois grupos. Estamos procedendo nessas conversas.”

A intenção de Eike é que a montadora de equipamentos tecnológicos seja a cereja do complexo industrial do chamado Superporto do Açu. Anunciado pela EBX como o maior investimento de infraestrutura portuária da América Latina – em torno de R$ 4,3 bilhões -, a previsão é de que o empreendimento entre em operação em 2012, contando com complexo industrial contíguo com área de 90 km². A expectativa da LLX é que sejam atraídos cerca de US$ 36 bilhões em investimentos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Novo iPod nano perde funções e aposta no básico

Fonte: AMANDA DEMETRIO – Folha.com

A sexta geração do iPod nano, tocador portátil de música da Apple, chega às lojas quase nua.

A câmera que só fazia vídeos sumiu, o aparelho está com menos da metade do tamanho da versão anterior, a famosa click wheel (botão circular para controlar o aparelho) foi extirpada e não existem mais as funções de contatos ou notas. O dispositivo ficou ainda mais simples e conciso.

Divulgação: Novo iPod nano, tocador portátil da Apple.

O novo iPod nano pesa apenas 21 gramas. Além de ser menor, o tocador ganhou um clipe em sua parte traseira para que se possa prender o aparelho na roupa –um ponto positivo para os que praticam exercícios físicos ouvindo música.

A click wheel foi substituído por uma tela com função multitoque de 1,5 polegadas –grande destaque do aparelho– com sensibilidade semelhante à do iPhone. O usuário navega por músicas, podcasts e fotos como se cada função fosse um miniaplicativo de iPhone. O conteúdo da tela pode ser girado em diversas direções.

No novo nano é possível ver fotos, ouvir música (incluindo podcasts e rádio FM) e há uma integração com o programa de exercícios físicos da Nike.

FICHA TÉCNICA
IPOD NANO

O QUE É Sexta geração do tocador de música da Apple
ALGUMAS FUNÇÕES Tela de 1,5 polegada com função multitoque, clipe para prender na roupa, rádio FM, Voice Over (leitor de telas) e áudio mono (para usuários com audição limitada a um ouvido)
ONDE apple.com.br
QUANTO R$ 549 (8 Gbytes) e R$ 649 (16 Gbytes)

Apple lançará rede de publicidade móvel na Europa

Fonte: DA REUTERS, EM SAN FRANCISCO

A Apple irá levar sua rede de publicidade para aparelhos móveis para o mercado europeu, após o sucesso do negócio nos Estados Unidos.

A companhia afirmou nesta quinta-feira que irá lançar sua rede iAd no Reino Unido e na França em dezembro, e na Alemanha em janeiro.

A Apple lançou o iAd nos EUA em julho, para concorrer com diversos rivais, como o Google, no crescente mercado de publicidade para aparelhos móveis.

A Apple afirmou que o iAd estreia na Europa com anúncios da L’Oreal, Renault, Louis Vuitton, LG Display e AB InBev, entre outras.

O serviço permite a publicação de anúncios em aplicativos para aparelhos móveis como o iPhone.

Atenção Lojistas: Vendas com cartões deve ser dobrada antes do Natal

Fonte: ADRIANA ABREU – Folha de São Paulo

Imagen: blogs.estadao.com.br

A pouco mais de um mês do Natal, o que mais parece um cenário improvável torna-se realidade: empresários começam a temer o aumento do volume de vendas.

A explicação está na equação “movimento maior = mais transações com cartões = risco de apagão das máquinas = clientes irritados”.

O receio não surge sem precedentes: na véspera do Natal passado, uma pane generalizada nas máquinas da Redecard atingiu por três horas o comércio de todo o país.

“Precisei vender com cheque sem consulta ao Serasa para não ser prejudicado”, lembra o dono do Depósito de Meias Gregório, Fernando Parcekian, 48, que possui três máquinas em sua loja.

Cerca de 60% de suas 300 vendas diárias são processadas no cartão. “Já cheguei a ficar 72 horas com o sistema inoperante”, conta Parcekian, que diz solicitar, em média, a reposição de dez equipamentos todos os anos.

“É comum ter de passar o cartão três vezes, o que faz o cliente desistir da compra.”

Alessandro Raposo, diretor-executivo da Redecard, diz que a pane foi pontual. “Houve falha em um componente de comunicação”, explica, salientando que o problema não voltará a acontecer.

“Após o apagão, nós elaboramos um plano preventivo e treinamos uma equipe.”

MÃO DUPLA

Para Ruy Nazarian, presidente do Sindilojas-SP (Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo), nesta época do ano é preciso redobrar a atenção e ter zelo extra “para não sair no prejuízo”.

Parte da responsabilidade, contudo, é do empresário. Problemas por mau uso do aparelho, como botões quebrados ou cabos rompidos, também causam prejuízos.

“Limpar o aparelho com produtos inadequados e quedas podem danificá-lo”, diz José Renato Hopf, conselheiro da Abecs (Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços).

Usinas nucleares deverão ser construídas no Nordeste

Fonte: Agência Estado

SÃO PAULO – São Paulo está fora da corrida pela instalação de novas centrais nucleares no País. Estudos da estatal Eletronuclear sobre a localização das próximas quatro usinas, programadas para entrar em funcionamento até 2030, levantaram obstáculos técnicos à construção de instalação nuclear no Estado.

Grandes concentrações populacionais, pouca disponibilidade de água e, paradoxalmente, a presença de grande reservatório subterrâneo, o aquífero Guarani, são quesitos que desaconselham o funcionamento de uma central nuclear em São Paulo, de acordo com avaliação realizada pela estatal, a que o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso.

As duas próximas usinas nucleares brasileiras serão construídas no Nordeste, às margens do rio São Francisco. A localização exata depende de uma decisão política do futuro governo Dilma Rousseff. Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe disputam a central.

Com a saída de São Paulo do páreo, a Eletronuclear detalha estudos de outras localidades no Sudeste e não está descartada a ampliação das instalações de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, cidade que já abriga as duas primeiras usinas brasileiras. Angra 3 teve as obras retomadas recentemente, depois de mais de 20 anos de paralisação. Minas Gerais e Espírito Santo também têm áreas que são avaliadas pela empresa.

A localização das próximas usinas brasileiras é uma das indefinições do Programa Nuclear Brasileiro e será assunto no primeiro “encontro de negócios” da área, na próxima terça-feira, em São Paulo. Na ocasião, será debatida a possibilidade de a iniciativa privada construir e operar essas novas instalações, por meio de concessões, como já acontece com usinas hidrelétricas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Brasil tem 194,439 milhões de celulares, mais de um por habitante

Segundo presidente da Anatel, ultrapassagem da marca ocorreu em 31 de outubro.

Fonte: Karla Mendes, da Agência Estado

País ocupa a oitava posição no ranking mundial de celulares por habitante (Foto: Paulo Liebert/AE)

BRASÍLIA – O Brasil acaba de ultrapassar a marca de um celular por habitante. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 18, pelo presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg. Segundo Sardenberg, essa conquista ocorreu em 31 de outubro, quando foram recebidos os dados sobre os celulares em operação no Brasil naquele mês e dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a população brasileira: 194,439 milhões de celulares para uma população de 193,585 milhões de habitantes. 

“No plano mundial, o Brasil ocupa a oitava posição (no ranking de celulares por habitante). Abaixo do Brasil está a França. Estados Unidos, Japão, Paquistão, México e a Índia. É motivo de festa na Anatel”, ressaltou Sardenberg. Entre os benefícios da expansão da telefonia celular para a população, ele enumerou segurança, conforto, acesso à informação, geração de renda e empregos, economia de tempo e pagamentos eletrônicos.

 

IPVA em São Paulo ficará 7,2% mais barato no próximo ano

Queda no valor do imposto é explicada pela desvalorização dos veículos.

Fonte: Solange Spigliatti, do estadao.com.br

SÃO PAULO – O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do Estado de São Paulo ficará, em média, 7,2% mais barato no próximo ano, segundo informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.

A tabela com os preços médios de venda de veículos automotores para cálculo do IPVA 2011 foi divulgada nesta quinta-feira, 18, pela Secretaria. A pesquisa dos valores venais foi realizada durante o mês de setembro pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Segundo a Secretaria, motos e similares tiveram retração acima da média (queda de 9,1%). Para os automóveis, o preço médio ficou 7% menor em relação ao ano passado. Caminhões, ônibus e micro-ônibus terão diminuição de 5,8% e os utilitários de 5%.

A queda no valor do imposto é explicada pela desvalorização dos veículos. A pesquisa feita pela Fipe utilizou o preço médio dos automóveis praticado no mercado no mês de setembro deste ano e, com base nestes dados, a Secretaria  calculou o IPVA 2011.

Não houve alteração de alíquotas no imposto. Os automóveis movidos a gasolina e os bicombustíveis recolherão 4% sobre o valor venal; carros a álcool e gás pagam 3%; picape cabine dupla, 4%; utilitários (cabine simples), ônibus, micro-ônibus e motocicletas pagam 2% sobre o valor venal. Os caminhões recolhem 1,5%. Veículos com mais de 20 anos de fabricação são isentos.

A tabela poderá ser consultada no Diário Oficial do Estado de sexta-feira, 19/11, ou no site da secretaria (www3.fazenda.SP.gov.br/ipvanet/). O calendário de pagamento tem início em 11 de janeiro.

Avisos

Cerca de 14 milhões de avisos de vencimento serão postados na segunda quinzena de dezembro, para os proprietários de veículos automotores terrestres registrados no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo. O aviso é apenas um lembrete, não é boleto e nem sequer guia de pagamento. Quem não receber o comunicado deve acessar o site da Secretaria da Fazenda (www.fazenda.sp.gov.br) para verificar as informações a respeito do pagamento do seu IPVA 2011.

Pagamento

Os proprietários de veículos usados que efetuarem o pagamento do imposto em cota única no mês de janeiro de 2011 terão desconto de 3%. O IPVA também pode ser parcelado, sem desconto, observando as datas de vencimento em janeiro, fevereiro e março.

Arrecadação

A Fazenda prevê arrecadar R$ 9,5 bilhões com o IPVA em 2011. Deste total, 50% pertencem aos municípios de registro dos veículos. Dados preliminares do IPVA 2010 mostram que a Fazenda arrecadou até outubro deste ano R$ 8,7 bilhões. A projeção do Fisco é fechar dezembro com o total de R$ 8,9 bilhões.